Sapiens

  • Localização: Luanda, Angola
  • Solução: Edifícios
  • Tipo: Educação
  • Arquitectura: Costa Lopes Arquitectos
  • Cliente: Instituto Politécnico de Ciência e Tecnologia
  • Âmbito: Fundações e estruturas, redes de drenagem e abastecimento de águas
  • Área: 12807m2
  • Projecto: 2007
  • Construção: 2015
  • Fotografia: Fabrice Fuillet
  • Ver no Google Maps

Sapiens

  • Localização: Luanda, Angola
  • Solução: Edifícios
  • Tipo: Educação
  • Arquitectura: Costa Lopes Arquitectos
  • Cliente: Instituto Politécnico de Ciência e Tecnologia
  • Âmbito: Fundações e estruturas, redes de drenagem e abastecimento de águas
  • Área: 12807m2
  • Projecto: 2007
  • Construção: 2015
  • Fotografia: Fabrice Fuillet
  • Ver no Google Maps

Edifício Sapiens situa-se a 500 metros da Baía de Luanda, numa antiga zona industrial, num lote que congrega outros dois edifícios: a sudeste, o Kings Tower e, a nordeste, a sede do INSS. A sudoeste, localiza-se o Sapiens, que se desenvolve ao longo de 6 pisos. Apesar de menor em dimensão, distingue-se dos outros pela forma abstracta e pelo seu carácter escolar.

O acesso faz-se do lado sudoeste, através de um amplo salão, onde surge o núcleo central, com uma escada pública aberta aos dois lados do núcleo, que torna visível, piso a piso, a dinâmica criada pelas galerias periféricas.

É constituído por um único corpo estrutural, separado dos outros dois edifícios, ao nível dos pisos do embasamento, através de juntas de dilatação. O segmento do embasamento engloba 2 pisos, os pisos -2 e-1, destinados a parqueamento, arrecadações e áreas técnicas. O piso 0 engloba o Átrio de Entrada, Serviços, Sala Polivalente e Restaurante. Ao nível do piso-3, existe uma área técnica destinada apenas aos depósitos de água. O segmento elevado, pisos 1 a 5, inclui todo o programa escolar, designadamente: anfiteatros, salas de aula, gabinetes de professores, laboratórios e zonas administrativas do Instituto. A cobertura, estabelecida ao nível do piso 6, define um terraço acessível, albergando áreas técnicas e a casa das máquinas dos ascensores. Sobre o terraço executou-se uma estrutura metálica, definindo um plano horizontal e duas águas, em perfilados de aço e de alumínio, destinado ao ensombramento do conjunto e remate das estruturas de ensombramento das fachadas.

Nos pisos elevados a planta apresenta formas poligonais variáveis, obtidas por prolongamento em consola dos pavimentos, sendo as fachadas constituídas por envidraçados e paredes de alvenaria, protegidas por uma grelhagem metálica de ensombramento.

Adoptaram-se estruturas porticadas, orientadas segundo duas direcções ortogonais, sendo, nos pisos enterrados, asseguradas por estruturas de betão armado e, nos pisos elevados, constituídas por estruturas metálicas e mistas de aço-betão.

As fundações são directas, constituídas por uma laje ensoleiramento geral com 0.50m de espessura e capitéis aparentes.

Outros projectos

Escola EB2.3/S Cunha Rivara

Escola EB2.3/S Cunha Rivara

Ver mais
Ampliação do Hotel Porto Santo

Ampliação do Hotel Porto Santo

Ver mais
Salão de Banquetes da Presidência da República de Moçambique

Salão de Banquetes da Presidência da República de Moçambique

Ver mais
Pousada de Estoi

Pousada de Estoi

Ver mais
Kings Tower

Kings Tower

Ver mais
Biblioteca Municipal Luís de Camões

Biblioteca Municipal Luís de Camões

Ver mais
Topo

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar a aceder a este website está a concordar com a utilização das mesmas. Para mais informações veja a nossa política de cookies.

Portugal 2020 / Compete 2020 / União Europeia - Fundo Europeu do Desenvolvimento Regional