Retail Park Matosinhos

  • Localização: Matosinhos, Portugal
  • Solução: Edifícios
  • Tipo: Comércio
  • Promotor: Banco Santander
  • Arquitectura: Promontório Arquitectos
  • Âmbito: Fundações e estruturas, redes de drenagem e abastecimento de águas
  • Área: 50800m2
  • Projecto: 2011/2019
  • Construção: 2016/2020
  • Fotografia: Promontório Arquitectos / Pedro Bello / Tiago Casanova
  • Ver no Google Maps

Retail Park Matosinhos

  • Localização: Matosinhos, Portugal
  • Solução: Edifícios
  • Tipo: Comércio
  • Promotor: Banco Santander
  • Arquitectura: Promontório Arquitectos
  • Âmbito: Fundações e estruturas, redes de drenagem e abastecimento de águas
  • Área: 50800m2
  • Projecto: 2011/2019
  • Construção: 2016/2020
  • Fotografia: Promontório Arquitectos / Pedro Bello / Tiago Casanova
  • Ver no Google Maps

Matosinhos é uma cidade intimamente ligada ao Porto de Leixões e a toda a logística associada, que nos remete para a visão de contentores empilhados uns sobre os outros. Foi essa a premissa que esteve por base à concepção do Retail Park de Matosinhos.

O complexo comercial abrange 3 Lotes e uma área de cedência destinada a parqueamento de superfície e circulações. Consiste na construção de um conjunto edifícios com uma implantação geométrica em forma de “U”, divididos em 7 corpos estruturais, separados por juntas de dilatação. Desenvolve-se em um piso enterrado (apenas no Lote 2), destinado a parqueamento e áreas técnicas, um piso térreo para comércio, com pé-direito de 6.0m e mezaninos parciais. As coberturas são múltiplas, de duas águas, com pendentes ligeiras.

As estruturas são porticadas em betão armado, sendo as fundações moldados in situ e os pilares e as vigas da cobertura pré-fabricados, com as respectivas madres em estrutura de aço leve. O revestimento da cobertura é assegurado por painéis sanduíche isotérmicos.

As coberturas são definidas por vigas de altura constante, pré-fabricadas, com secções “I”, afastamento transversal de 8m, apoiadas sobre a cabeça dos pilares e vencendo vãos de 16m. O travamento transversal da estrutura é obtido pelas madres e por vigas-caleira, do tipo VR, de forma rectangular, pré-fabricadas, vencendo os vãos transversais de 8m entre vigas principais “I”.

Os paramentos de fachada são constituídos por painéis sanduíche isotérmicos e envidraçados, recorrendo-se a elementos de travamento intermédio em perfis metálicos. Os painéis de fachada asseguram também as platibandas de remate das coberturas, conferindo assim uma leitura uniforme do coroamento dos edifícios.

Na frente das lojas foi executada uma galeria em estruturas metálicas cuja cobertura, em laje maciça, serve de base de apoio a um conjunto de contentores empilhados e estruturas metálicas reticuladas associadas, recorrendo a diagonais para travamento dos balanços em consola.

Dadas as características variáveis do terreno, as fundações são maioritariamente indirectas, por estacas, ainda que existam zonas onde foi possível a adopção de fundações directas, por intermédio de sapatas.

Outros projectos

Guarda Mall

Guarda Mall

Ver mais
Santa Catarina Condomínio Privado

Santa Catarina Condomínio Privado

Ver mais
Centro empresarial Living

Centro empresarial Living

Ver mais
One Two Three Swing! – Tate Modern

One Two Three Swing! – Tate Modern

Ver mais
Ampliação do IPO Coimbra

Ampliação do IPO Coimbra

Ver mais
Casa de Manuel de Arriaga

Casa de Manuel de Arriaga

Ver mais
Topo

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar a aceder a este website está a concordar com a utilização das mesmas. Para mais informações veja a nossa política de cookies.

Portugal 2020 / Compete 2020 / União Europeia - Fundo Europeu do Desenvolvimento Regional