Ponte sobre o rio Caldo na albufeira da Caniçada

  • Localização: Gerês, Portugal
  • Solução: Obras de Arte, Gestão de Activos
  • Tipo: Pontes rodoviárias, Reabilitação
  • Promotor: Infraestruturas de Portugal SA (ex- EP – ESTRADAS DE PORTUGAL, E.P.E.)
  • Cliente: Infraestruturas de Portugal SA (ex- EP – ESTRADAS DE PORTUGAL, E.P.E.)
  • Âmbito: Projecto de Estruturas e Reabilitação, Inspecções Principais e Subaquáticas, Avaliação de Segurança, Mapeamento de Anomalias e Ensaios aos Materiais
  • Área: 1 691.5 m2 de tabuleiro
  • Projecto: 2005/2006
  • Construção: 2009
  • Fotografia: Teixeira Duarte
  • Construtor: Teixeira Duarte
  • Dimensão: 199 m de extensão, 23m vão máximo, 70m pilar mais elevado
  • Ver no Google Maps

Ponte sobre o rio Caldo na albufeira da Caniçada

  • Localização: Gerês, Portugal
  • Solução: Obras de Arte, Gestão de Activos
  • Tipo: Pontes rodoviárias, Reabilitação
  • Promotor: Infraestruturas de Portugal SA (ex- EP – ESTRADAS DE PORTUGAL, E.P.E.)
  • Cliente: Infraestruturas de Portugal SA (ex- EP – ESTRADAS DE PORTUGAL, E.P.E.)
  • Âmbito: Projecto de Estruturas e Reabilitação, Inspecções Principais e Subaquáticas, Avaliação de Segurança, Mapeamento de Anomalias e Ensaios aos Materiais
  • Área: 1 691.5 m2 de tabuleiro
  • Projecto: 2005/2006
  • Construção: 2009
  • Fotografia: Teixeira Duarte
  • Construtor: Teixeira Duarte
  • Dimensão: 199 m de extensão, 23m vão máximo, 70m pilar mais elevado
  • Ver no Google Maps

A ponte sobre o Rio Caldo data de 1954 e é um projecto do Eng.º Edgar Cardoso. Permite o acesso ao Parque Nacional Peneda-Gerês, substituindo as antigas pontes em granito, no fundo do vale dos Rios Cávado e Caldo, que ficaram submersas após a construção da barragem e a formação da albufeira da Caniçada. A região onde se encontra a obra caracteriza-se por intensa pluviosidade anual e humidade elevada.

A travessia tem uma modelação de vãos de 19m+7x23m+19 m = 199m, realizados por intermédio de pilares de granito de grande altura (máx.70m).

A plataforma de betão armado assenta numa estrutura de tabuleiro com inércia variável realizada por vigas contínuas em arco abatido. Os pilares são vazados e foram realizados em alvenaria de pedra em granito. Estão dotados de orifícios que permitem o equilíbrio do nível de água e da pressão hidrostática no interior e exterior do pilar. Os aparelhos de apoio são pêndulos de betão de rótula aberta ferrolhados.

A obra apresentava anomalias nos aparelhos de apoio, deformação excessiva e plastificação de armaduras, corrosão de armaduras, delaminação de betão, recobrimentos reduzidos, fendilhação estrutural no fecho dos arcos e nas nascenças.

A intervenção de reforço do tabuleiro consistiu na aplicação de pré-esforço exterior (reforço activo) no banzo superior das vigas e ancorado junto aos encontros, num sistema que evitou demolições e interdições prolongadas de tráfego para acesso ao Gerês. As vigas foram reforçadas com fibras de carbono e chapas de aço nas nascenças dos arcos e nas diagonais.

Outros projectos

Substituição da Ponte sobre o rio Matola ao pk26+900 da Linha de Ressano Garcia

Substituição da Ponte sobre o rio Matola ao pk26+900 da Linha de Ressano Garcia

Ver mais
Ponte B45 sobre o Rio Shire

Ponte B45 sobre o Rio Shire

Ver mais
Substituição da Ponte ao pk50+200 da Linha de Ressano Garcia

Substituição da Ponte ao pk50+200 da Linha de Ressano Garcia

Ver mais
Reabilitação da Ponte de Tirantes sobre o Rio Arade

Reabilitação da Ponte de Tirantes sobre o Rio Arade

Ver mais
Ponte ferroviária de D. Ana sobre o rio Zambeze

Ponte ferroviária de D. Ana sobre o rio Zambeze

Ver mais
Ponte do Soyo sobre o canal Cadal

Ponte do Soyo sobre o canal Cadal

Ver mais
Topo

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar a aceder a este website está a concordar com a utilização das mesmas. Para mais informações veja a nossa política de cookies.

Portugal 2020 / Compete 2020 / União Europeia - Fundo Europeu do Desenvolvimento Regional