Estúdios RTP

  • Localização: Lisboa, Portugal
  • Solução: Edifícios, Geotecnia
  • Tipo: Projectos geotécnicos, Arte, cultura e desporto, Cívicos, sociais e religiosos
  • Arquitectura: Frederico Valsassina Arquitectos
  • Cliente: Rádio e Televisão de Portugal
  • Âmbito: Fundações e estruturas, escavação e contenção periférica
  • Área: 22930m2
  • Projecto: 2005
  • Construção: 2005-2008
  • Fotografia: FG+SG | Fotografia de Arquitectura
  • Ver no Google Maps

Estúdios RTP

  • Localização: Lisboa, Portugal
  • Solução: Edifícios, Geotecnia
  • Tipo: Projectos geotécnicos, Arte, cultura e desporto, Cívicos, sociais e religiosos
  • Arquitectura: Frederico Valsassina Arquitectos
  • Cliente: Rádio e Televisão de Portugal
  • Âmbito: Fundações e estruturas, escavação e contenção periférica
  • Área: 22930m2
  • Projecto: 2005
  • Construção: 2005-2008
  • Fotografia: FG+SG | Fotografia de Arquitectura
  • Ver no Google Maps

Este edifício, ao qual foi atribuída a Menção Honrosa prémio Valmor 2009, é distintamente caracterizado por três volumes de arquitectura marcante, salientes de uma plataforma ajardinada, integrada com a modelação do terreno envolvente, e que serve de cobertura a um embasamento que une esses volumes.

No primeiro volume, colocado na extremidade sudeste do conjunto, situa-se o Estúdio 2 e o Estúdio 3. Os Estúdios 1 e 4, ficam no segundo volume a meio da área atrás definida e encostados ao seu limite oeste. O terceiro volume, um edifício de escritórios com quatro pisos, remata o topo norte do embasamento.

O embasamento contém com um piso semi-enterrado (piso -1) e dois pisos enterrados (pisos -2 e -3), executados com recurso a paredes de Berlim. Alberga o estacionamento automóvel, nos pisos -3 e -2, armazéns, arquivos e biblioteca no piso -2, e os estúdios, salas, oficinas, armazéns e áreas de apoio técnico no piso -1.

A estrutura do embasamento caracteriza-se por uma malha ortogonal regular de pilares e paredes de betão armado, com espaçamentos máximos de 8.30m, numa direcção, e de 9.30m na outra. As lajes dos pisos são fungiformes maciças com capitéis troco-piramidais aparentes.

Nos Estúdios, de forma a garantir o isolamento acústico e magnético, nomeadamente aos ruídos de percussão provenientes das estruturas subjacentes e dos motores arranque dos automóveis, a laje estrutural do piso -1 foi revestida com uma segunda laje de betão com cofragem perdida em chapa colaborante, interpondo-se entre as duas lajes apoios discretos de isolamento acústico. As paredes de betão servem de suporte à estrutura da cobertura, formada por vigas pré-esforçadas e pré-fabricadas que vencem o vão total superior a 27m. A laje de cobertura foi executada com pré-lajes de betão.

Outros projectos

One – D. Carlos I

One – D. Carlos I

Ver mais
Casa de Manuel de Arriaga

Casa de Manuel de Arriaga

Ver mais
Sky Business

Sky Business

Ver mais
Expansão da Sede da Ordem dos Engenheiros

Expansão da Sede da Ordem dos Engenheiros

Ver mais
Travessa do Abarracamento de Peniche, 15

Travessa do Abarracamento de Peniche, 15

Ver mais
Sede da VdA – Vieira de Almeida

Sede da VdA – Vieira de Almeida

Ver mais
Topo

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar a aceder a este website está a concordar com a utilização das mesmas. Para mais informações veja a nossa política de cookies.

Portugal 2020 / Compete 2020 / União Europeia - Fundo Europeu do Desenvolvimento Regional