Edifício Sede do Grupo Editorial LEYA

  • Localização: Alfragide, Portugal
  • Solução: Edifícios
  • Tipo: Escritórios, Reabilitação
  • Arquitectura: PMC Arquitectos
  • Cliente: Grupo LEYA
  • Âmbito: Fundações e estruturas
  • Área: 4700m2
  • Projecto: 2007
  • Construção: 2008
  • Fotografia: Rodrigo Cabral
  • Construtor: Edifer
  • Ver no Google Maps

Edifício Sede do Grupo Editorial LEYA

  • Localização: Alfragide, Portugal
  • Solução: Edifícios
  • Tipo: Escritórios, Reabilitação
  • Arquitectura: PMC Arquitectos
  • Cliente: Grupo LEYA
  • Âmbito: Fundações e estruturas
  • Área: 4700m2
  • Projecto: 2007
  • Construção: 2008
  • Fotografia: Rodrigo Cabral
  • Construtor: Edifer
  • Ver no Google Maps

Reconversão de um edifício industrial para instalação de um edifício de escritórios, a sede do grupo editorial LEYA.

O edifício existente, com estruturas em betão armado, apresentava, de um modo geral, um bom estado de conservação. O edifício é formado por dois corpos estruturais, constituídos por pórticos orientados segundo duas direcções ortogonais, cujos pavimentos são assegurados por lajes maciças de betão armado. As coberturas são planas, em terraço.

A principal alteração das estruturas do edifício correspondeu à introdução de dois novos pisos, designadamente, o piso -2, destinado a parqueamento, e o piso -1, destinado a escritórios, na zona do antigo armazém, detentor de um pé-direito livre de 9.0m. Previu-se ainda a criação de um novo núcleo interior de escadas, a introdução de uma nova escada metálica exterior, bem como um novo ascensor interior, permitindo a ligação vertical entre os diversos níveis da estrutura. Os pavimentos novos dos pisos -2 e -1 foram executados com lajes fungiformes de betão armado, apoiadas nos pilares existentes, reforçados por encamisamento de 10 cm de espessura, em microbetão. A pedido do Dono de Obra, e para antecipar os trabalhos de acabamentos do piso -1, destinado a escritórios, previu-se a execução desta laje antes da execução da laje do piso -2, tendo sido necessária a montagem de um cimbre, com cerca de 6.0m de altura, apoiado no piso térreo.

O pavimento térreo existente foi demolido permitindo a abertura de poços para execução dos reforços das sapatas com microestacas e a abertura de valas para introdução das tubagens e caixas das redes de esgotos. Para iluminação natural do novo piso de escritórios, piso -1, demoliu-se parcialmente a laje do piso 0, onde estava instalado um pátio interior, passando este para o piso -1.

Outros projectos

JFS Corporate Tower

JFS Corporate Tower

Ver mais
Ombria Resort – Hotel Viceroy

Ombria Resort – Hotel Viceroy

Ver mais
Centro de congressos do Arade

Centro de congressos do Arade

Ver mais
São João da Mata 17

São João da Mata 17

Ver mais
Habitações Plano Integrado de Almada – Zona A

Habitações Plano Integrado de Almada – Zona A

Ver mais
Guarda Mall

Guarda Mall

Ver mais
Topo

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar a aceder a este website está a concordar com a utilização das mesmas. Para mais informações veja a nossa política de cookies.

Portugal 2020 / Compete 2020 / União Europeia - Fundo Europeu do Desenvolvimento Regional