Reconversão do Palacete do Relógio

  • Localização: Lisboa, Portugal
  • Solução: Edifícios
  • Tipo: Reabilitação, Cívicos, sociais e religiosos
  • Arquitectura: Manuel Taínha com Alexandre Marques Pereira
  • Cliente: A.P.L. - Administração do Porto de Lisboa
  • Âmbito: Fundações e estruturas, demolições e contenção de fachada, escavação e contenção periférica, redes de drenagem e abastecimento de águas
  • Área: 2800m2
  • Projecto: 2006/2008
  • Construção: 2009
  • Fotografia: Pedro Ferreira
  • Construtor: Consorcio Teixeira Duarte Somague
  • Ver no Google Maps

Reconversão do Palacete do Relógio

  • Localização: Lisboa, Portugal
  • Solução: Edifícios
  • Tipo: Reabilitação, Cívicos, sociais e religiosos
  • Arquitectura: Manuel Taínha com Alexandre Marques Pereira
  • Cliente: A.P.L. - Administração do Porto de Lisboa
  • Âmbito: Fundações e estruturas, demolições e contenção de fachada, escavação e contenção periférica, redes de drenagem e abastecimento de águas
  • Área: 2800m2
  • Projecto: 2006/2008
  • Construção: 2009
  • Fotografia: Pedro Ferreira
  • Construtor: Consorcio Teixeira Duarte Somague
  • Ver no Google Maps

A reconversão do edifício do Palacete do Relógio integrou a obra de instalação das Agências Europeias na praça do cais do Sodré, ocupando um lugar central na praça, tendo a leste o conjunto da AESM e, a oeste, o OEDT. Destina-se a espaços de apoio às duas agências, designadamente, espaços técnicos, escritórios de trabalho e salas de reuniões, cozinha e restaurante/cantina instalado no último piso.

O edifício, construído no início do século XX, inclui um relógio público com a hora oficial. Caracterizava-se por ser uma construção com paredes resistentes de alvenaria de pedra, com pavimentos de madeira e cobertura em telhado. Devido à necessidade de construir uma nova cave para albergar as novas instalações técnicas, e à incompatibilidade da compartimentação existente nos pisos superiores com o programa definido, previu-se a preservação das paredes exteriores e a reconstrução total das estruturas interiores, com estruturas em betão armado, incluindo uma nova estrutura metálica para a cobertura em telhado.

Para execução da escavação e preservação das paredes de fachada, tendo em conta a proximidade da linha do Metropolitano na Ribeira das Naus, foi previsto um sistema de contenção de fachadas assente sobre lintéis de fundação, dispostos um de cada lado da base das paredes, pré-esforçados entre si com varões de alta resistência, que servem de encabeçamento a microestacas que permitem a suspensão das paredes após escavação para execução da nova cave.
O estudo da contenção e suporte de terras da escavação geral de todo o conjunto edificado, foi objecto de um projecto específico, tendo como particularidade a proximidade da linha do Metropolitano e do rio Tejo.

Outros projectos

Heron Castilho

Heron Castilho

Ver mais
Marina de Lagos

Marina de Lagos

Ver mais
Reitoria da Universidade Nova de Lisboa

Reitoria da Universidade Nova de Lisboa

Ver mais
Graça Residences

Graça Residences

Ver mais
Urbanização Parque Rio

Urbanização Parque Rio

Ver mais
Torre do Relógio da Amareleja

Torre do Relógio da Amareleja

Ver mais
Topo

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar a aceder a este website está a concordar com a utilização das mesmas. Para mais informações veja a nossa política de cookies.

Portugal 2020 / Compete 2020 / União Europeia - Fundo Europeu do Desenvolvimento Regional