Miguel Lupi 30

  • Localização: Lisboa, Portugal
  • Solução: Edifícios
  • Tipo: Habitação, Reabilitação
  • Promotor: M. LUPI - Sociedade Imobiliária
  • Arquitectura: Quadrante Arquitectura
  • Âmbito: Demolições, escavação e contenção periférica (por JETSJ), fundações e estruturas, redes de drenagem e abastecimento de águas
  • Área: 1500m2
  • Projecto: 2018-2021
  • Construção: 2019-2022
  • Fotografia: Reformosa
  • Construtor: Construtora San Jose
  • Ver no Google Maps

Miguel Lupi 30

  • Localização: Lisboa, Portugal
  • Solução: Edifícios
  • Tipo: Habitação, Reabilitação
  • Promotor: M. LUPI - Sociedade Imobiliária
  • Arquitectura: Quadrante Arquitectura
  • Âmbito: Demolições, escavação e contenção periférica (por JETSJ), fundações e estruturas, redes de drenagem e abastecimento de águas
  • Área: 1500m2
  • Projecto: 2018-2021
  • Construção: 2019-2022
  • Fotografia: Reformosa
  • Construtor: Construtora San Jose
  • Ver no Google Maps

Este edifício histórico no coração de Lisboa ergue-se com paredes-mestras em alvenaria de pedra irregular argamassada, profusamente fenestradas, e com paredes resistentes interiores em alvenaria de tijolo perfurado. Nos finais dos anos 20 o edifício sofreu alterações significativas com o aumento de um piso e o aproveitamento do desvão da cobertura, em águas-furtadas, que resultaram num acréscimo de dois pisos no volume da construção.

A intervenção passou pela demolição total do edifício, preservando as paredes exteriores de fachada e empena em alvenaria de pedra. No interior mantiveram-se unicamente as escadas de distribuição aos pisos. A escada exterior em betão armado também foi mantida. O edifício foi ampliado com a introdução de uma cave, executada com paredes de contenção tipo Berlim.

As estruturas novas interiores são porticadas, em betão armado. Os pilares estão dispostos na periferia da construção, adossados às paredes de alvenaria, e as paredes envolvem a escada de madeira a preservar. De uma forma geral as vigas estão implantadas na periferia, também adossadas às paredes existentes. As lajes são fungiformes maciças.

A consolidação das paredes exteriores foi executada através de uma lâmina de microbetão armado, aplicada na face interior das paredes, ligada à alvenaria com chumbadouros em varão galvanizado. Para complementar o reforço sísmico construiu-se o núcleo do elevador em estruturas metálicas.

Outros projectos

Complexo de Refeitórios da Universidade de Aveiro

Complexo de Refeitórios da Universidade de Aveiro

Ver mais
Biblioteca e Arquivo Municipal de Vila do Porto

Biblioteca e Arquivo Municipal de Vila do Porto

Ver mais
Reconversão do Palacete do Relógio

Reconversão do Palacete do Relógio

Ver mais
Escola Secundária Conde de Monsaraz

Escola Secundária Conde de Monsaraz

Ver mais
APCL – Centro Dr. José de Azeredo Perdigão

APCL – Centro Dr. José de Azeredo Perdigão

Ver mais
Complexo Pemba Centre

Complexo Pemba Centre

Ver mais
Topo

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar a aceder a este website está a concordar com a utilização das mesmas. Para mais informações veja a nossa política de cookies.

Portugal 2020 / Compete 2020 / União Europeia - Fundo Europeu do Desenvolvimento Regional