Amoreiras Residence

  • Localização: Lisboa, Portugal
  • Solução: Edifícios, Geotecnia
  • Tipo: Ensaios, prospecção e estudos, Projectos geotécnicos, Habitação
  • Promotor: Living Amoras
  • Arquitectura: CHP Arquitectos
  • Âmbito: Fundações e estruturas, redes de drenagem e abastecimento de águas, escavação e contenção periférica (Geotest), coordenação de especialidades
  • Área: 16120m2
  • Projecto: 2019
  • Construção: 2021
  • Fotografia: Francisco Nogueira
  • Construtor: Alves Ribeiro
  • Ver no Google Maps

Amoreiras Residence

  • Localização: Lisboa, Portugal
  • Solução: Edifícios, Geotecnia
  • Tipo: Ensaios, prospecção e estudos, Projectos geotécnicos, Habitação
  • Promotor: Living Amoras
  • Arquitectura: CHP Arquitectos
  • Âmbito: Fundações e estruturas, redes de drenagem e abastecimento de águas, escavação e contenção periférica (Geotest), coordenação de especialidades
  • Área: 16120m2
  • Projecto: 2019
  • Construção: 2021
  • Fotografia: Francisco Nogueira
  • Construtor: Alves Ribeiro
  • Ver no Google Maps

Empreendimento habitacional com uma extraordinária vista sobre a cidade e sobre o rio. Apresenta um piso enterrado (piso -2), um piso parcialmente enterrado (piso -1), um piso térreo (piso 1), seis pisos elevados (pisos 2 a 7), sendo o piso 7 parcialmente em terraço, e cobertura plana. Os pisos -2 e -1 destinam-se a estacionamento, o piso térreo destina-se a áreas comuns e habitação, sendo os pisos elevados totalmente destinados a habitação.

A estrutura é composta por estruturas porticadas de betão armado, constituídas por lajes fungiformes maciças com capitéis aparentes, apoiadas sobre pilares e paredes de betão armado, dispostas na periferia das caixas de escadas e dos ascensores. Apesar do grande comprimento do edifício previu-se apenas um único corpo estrutural, beneficiando assim da simetria da implantação dos dois núcleos de escadas e de elevadores, o que permite obter um melhor comportamento da estrutura para as acções horizontais, particularmente para as acções sísmicas.

No pátio localizado a tardoz do edifício, para suporte aos elementos de paisagismo, existem uns pórticos em estrutura metálica constituídos por perfis do tipo HEA. Os apartamentos ao nível do piso 6 são do tipo duplex, pelo que a circulação entre os dois pisos é garantida por intermédio de escadas interiores com formato elíptico/ circular, em estrutura metálica.

Os muros das caves foram executados em contenção do tipo Berlinense definitiva e as fundações são directas por sapatas.

Outros projectos

Escola EB2.3/S Cunha Rivara

Escola EB2.3/S Cunha Rivara

Ver mais
Travessa do Abarracamento de Peniche, 15

Travessa do Abarracamento de Peniche, 15

Ver mais
Sede do BCI

Sede do BCI

Ver mais
Casa Triangular

Casa Triangular

Ver mais
Sky Residence I

Sky Residence I

Ver mais
Ampliação da ESEL – Pólo Calouste Gulbenkian

Ampliação da ESEL – Pólo Calouste Gulbenkian

Ver mais
Topo

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar a aceder a este website está a concordar com a utilização das mesmas. Para mais informações veja a nossa política de cookies.

Portugal 2020 / Compete 2020 / União Europeia - Fundo Europeu do Desenvolvimento Regional