Ponte do Soyo sobre o canal Cadal

  • Localização: Soyo, Angola
  • Solução: Obras de Arte, Geotecnia
  • Tipo: Pontes rodoviárias, Ensaios, prospecção e estudos, Projectos geotécnicos
  • Promotor: ALNG - Angola liquified Natural Gas
  • Cliente: Mota-Engil Africa
  • Âmbito: Projecto de Estruturas, Traçado Rodoviário, Estudos Geotécnico, Hidráulico e de Drenagem e Projecto Geotécnico das Ensecadeiras Provisórias
  • Área: 5 250m2 de tabuleiro
  • Projecto: 2010/2012
  • Construção: 2013/2015
  • Fotografia: Mota-Engil Africa
  • Construtor: Mota-Engil Africa
  • Dimensão: 525m de extensão, 22m vão máximo
  • Ver no Google Maps

Ponte do Soyo sobre o canal Cadal

  • Localização: Soyo, Angola
  • Solução: Obras de Arte, Geotecnia
  • Tipo: Pontes rodoviárias, Ensaios, prospecção e estudos, Projectos geotécnicos
  • Promotor: ALNG - Angola liquified Natural Gas
  • Cliente: Mota-Engil Africa
  • Âmbito: Projecto de Estruturas, Traçado Rodoviário, Estudos Geotécnico, Hidráulico e de Drenagem e Projecto Geotécnico das Ensecadeiras Provisórias
  • Área: 5 250m2 de tabuleiro
  • Projecto: 2010/2012
  • Construção: 2013/2015
  • Fotografia: Mota-Engil Africa
  • Construtor: Mota-Engil Africa
  • Dimensão: 525m de extensão, 22m vão máximo
  • Ver no Google Maps

A Ponte sobre o Canal Cadal, no Soyo em Angola, é parte integrante do projecto designado por “Cadal Channel Bridge and associated Roads”, que permite um acesso alternativo à Base do Kwanda, da ALNG. A base localiza-se na margem norte do canal e a nova via rápida permite contornar a cidade do Soyo. Esta nova via liga, ainda, à Estrada de Quintambe, mais a Sul.

A ponte tem uma extensão total de 525m, distribuídos pelos seguintes vãos: – 20.5m + 22x22.0m + 20.5m.

Devido aos constrangimentos construtivos existentes, maximizou-se o recurso à pré-fabricação. Desta forma, a solução do tabuleiro consiste em 4 vigas pré-fabricadas (em Portugal) de betão armado pré-esforçado com secção "I", com altura h=1.20m e pré-tensionadas com cordões aderentes. A laje do tabuleiro foi betonada in situ sobre pré-lajes. As vigas foram colocadas sobre capitéis que existem em cada alinhamento dos pilares. Os capitéis foram, também, realizados com recurso à pré-fabricação, através de uma casca de cofragem colaborante e posterior betonagem in situ.

As fundações são do tipo indirecto e foram realizadas em solução de pilar-estaca com 1.20m de diâmetro. A profundidade máxima alcançada pelas estacas foi de 42m e usou-se tubo moldador perdido.

A estrada de acesso à ponte tem cerca de 7200m de extensão total.

Outros projectos

Ponte de Nossa Senhora da Guia em Ponte de Lima

Ponte de Nossa Senhora da Guia em Ponte de Lima

Ver mais
Reabilitação da Ponte de Tirantes sobre o Rio Arade

Reabilitação da Ponte de Tirantes sobre o Rio Arade

Ver mais
Reabilitação das Passagens Superiores Pedonais na Gare do Oriente

Reabilitação das Passagens Superiores Pedonais na Gare do Oriente

Ver mais
Ponte ferroviária de D. Ana sobre o rio Zambeze

Ponte ferroviária de D. Ana sobre o rio Zambeze

Ver mais
PONTE B35 sobre o Rio Rivi Rivi, Malawi

PONTE B35 sobre o Rio Rivi Rivi, Malawi

Ver mais
Ponte B45 sobre o Rio Shire

Ponte B45 sobre o Rio Shire

Ver mais
Topo

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar a aceder a este website está a concordar com a utilização das mesmas. Para mais informações veja a nossa política de cookies.

Portugal 2020 / Compete 2020 / União Europeia - Fundo Europeu do Desenvolvimento Regional