Clientes

Costa Lopes Arq.
Área de actividade: Ateliê de Arquitectura
Obras Realizadas
Edifício Sede do Banco Privado do Atlântico
Localização: Luanda, Angola
Arquitectura: Costa Lopes Arq.
Data Projecto - Construção: 2007
Descrição:

Trata-se de um edifício de escritórios, constituído por dois corpos estruturalmente distintos a construir também em duas fases, com 3 pisos acima do solo, mais cobertura em laje inclinada. Para além do piso 0, apresenta 3 pisos completos abaixo do solo. Do ponto de vista estrutural, o edifício é constituído por dois corpos, separados por junta de dilatação nas lajes adjacentes, obtida por duplicação de pilares. O corpo da 2ª fase emerge com um volume paralelepipédico, ficando para a 3ª fase os outros dois volumes.

Nos pisos enterrados, o edifício tem uma implantação rectangular, com cerca de 43.7mx47.3m. Acima do piso 0, a construção é composta por três blocos rectangulares, apresentando o bloco da 2ª fase 11.4m x 46.3m e os blocos da 3ª fase 13.9m x 38.8m e 12.2m x 46.4m, respectivamente. As coberturas são inclinadas, lançadas entre fachadas e apoiadas na malha de pilares e paredes.

São adoptadas estruturas de betão armado, porticadas, ainda que as travessas desses pórticos sejam asseguradas por nervuras em betão armado pré-esforçado e lajes fungiformes maciças convenientemente dimensionadas. As estruturas verticais são constituídas por um conjunto de pilares e paredes dispostos segundo uma malha de eixos ortogonais.

Fechar
Edifício Maravilha
Localização: Luanda – Angola
Arquitectura: Costa Lopes Arq.
Data Projecto - Construção: 2007/2011 - 2010/2011
Descrição:

Trata-se de um edifício de utilização mista, comércio escritórios e habitação com 8 pisos em cave destinados a parqueamento e áreas técnicas e 24 pisos elevados. O edifício tem uma implantação irregular, ocupando toda a área do lote nos pisos do segmento enterrado. As lajes dos pisos enterrados apresentam desenvolvimento helicoidal com inclinação ligeira, garantindo-se assim o acesso dos veículos a todos os pisos de estacionamento sem perda de lugares de estacionamento para implantação exclusiva de rampas.

Nos pisos elevados, as plantas apresentam a forma de um trevo de quatro folhas com rotações de conjunto diversificadas em vários pisos, existindo quatro tipo de geometria para os vários pisos: A, B, AB e BA.

Fechar